Escolha uma Página

A grande maioria de nós mulheres já sofreu ou sofre com pele oleosa. Porém, atualmente está cada vez mais fácil lidar com esse problema, pois existem excelentes cosméticos no mercado de beleza. Seguindo alguns passos e dicas simples é possível controlar a produção de óleo e conquistar a tão sonhada pele de princesa.

Testa, nariz e queixo brilhando são as principais características que indicam quando uma pessoa tem pele oleosa. Essas três partes do rosto formam a Zona T, região que mais sofre com o acúmulo de oleosidade e se torna um verdadeiro terror para quem possui o problema. Contudo, existem alguns truques que, se colocados em prática, podem deixar a pele com aspecto sequinho durante o dia inteiro.

Limpeza

pele oleosa

Lave o rosto de 2 a 3 vezes ao dia, com um sabonete específico para a região. Os mais indicados são os sabonetes líquidos, pois os em barra podem acumular bactérias conforme o uso. Porém, é necessário se atentar ao fato de que lavar o rosto de forma exagerada pode aumentar a pele oleosa, causando o chamado “efeito rebote”. Por isso, vale o famoso ditado “nem 8, nem 80”.

Tonificação

A Tonificação é um complemento da limpeza, pois remove células mortas, vestígios de maquiagem e do gel de limpeza. Além disso, a tonificação devolve o pH natural, refrescando e suavizando a pele e preparando-a para receber a hidratação ou cosméticos de tratamento.

É importante frisar que existe diferença entre loção tônica e loção adstringente. A loção tônica tem a função de eliminar as impurezas, eliminando os últimos vestígios de sujeira e maquiagem da pele, restaurando o pH da epiderme. Já o adstringente é usado para contrair os poros, controlando a oleosidade excessiva, fortalecendo a pele e evitando a flacidez. Seu uso normalmente é indicado para peles oleosas.

Hidratação

Além dos cuidados habituais com a pele oleosa, com o uso de cremes, a ingestão de 2 litros de água por dia é essencial. No caso das peles oleosas opte por hidratantes oil free (sem óleo na composição). E nunca se esqueça: mesmo a pele oleosa precisa de hidratação!

Outra dica é evitar ficar muito tempo debaixo do chuveiro, principalmente com água muito quente e também o uso da bucha ou sabonete em excesso, que podem retirar a gordura que protege a pele.

Ácidos

pele oleosa

No caso de mulheres que criaram marcas no rosto, deixadas por crises de acne, uma boa opção são os ácidos. Existem diversos tipos, desde os que são vendidos em farmácia aos que são aplicados em clínicas de estéticas e consultórios de dermatologistas.

O ácido salicílico é o mais usado no tratamento de acne. Ele afina a pele, diminui a produção de gordura e protege contra as bactérias. Mas não acaba com as espinhas que já existem, apenas impede que novas surjam. Uma dica antes de iniciar um tratamento com ácidos é fazer uma limpeza de pele para eliminar as espinhas já existentes.

O inverno é a melhor estação para iniciar o tratamento, pois não é recomendado pegar sol. Além disso, um filtro solar com fator de proteção de no mínimo 30 é essencial e a aplicação deve ser feita pelo menos duas vezes ao dia.

Alimentação

Uma boa alimentação também pode evitar o aparecimento da acne e diminuir a pele oleosa. Existem nutrientes que podem ser grandes aliados na luta contra as espinhas:

A vitamina A ajuda a pele na medida em que diminui a produção de sebo das glândulas sebáceas, diminuindo a pele oleosa e inibindo a formação da acne.

O zinco possui poder anti-inflamatório e antioxidante e atua na pele criando um ambiente inóspito para o crescimento das bactérias causadoras das espinhas, além de ajudar a acalmar uma pele irritada. O zinco pode ser encontrado em ostras, castanha do Pará e gérmen de trigo.

Vitaminas C e E possuem função antioxidante que têm um efeito calmante sobre a pele. A vitamina C fortalece a imunidade do corpo e protege a pele oleosa das radiações solares e também tem um efeito anti-inflamatório, que ajuda a cicatrização e prevenção da acne.

Já a vitamina E é rica em antioxidantes e atua na regulação hormonal, evitando a acne. Fontes de vitamina C incluem laranjas, limões, mamão e acerola. Em relação à vitamina E é possível obtê-la a partir de batata-doce, nozes, azeite de oliva, sementes de girassol, abacate, brócolis e folhas verdes.

× Como podemos te ajudar?
Pular para a barra de ferramentas