Escolha uma Página

As franjas podem ser grandes aliadas da sua aparência, e a opção certa pode te ajudar a rejuvenescer ou até mesmo afinar o rosto. Descubra quais os melhores formatos para reforçar a sua beleza e garantir um visual incrível.

Tendência

franjas
Fonte: Unsplash

As franjas podem ser consideradas um clássico, e seus mais variados estilos nunca saem de moda. No entanto, existe um modelo que tem dominado as passarelas, e promete virar hit nas próximas temporadas.

Os desfiles internacionais sugerem franjas mais grossas, que vem nos mais variados comprimentos e bem desfiadas.

Como as madeixas estarão com aspecto mais bagunçado elas acompanham isso, com marcações grandes e efeitos bem irregulares.

Outro detalhe bacana é que elas não estão mais apenas na textura lisa, e agora são abertas para todos os tipos de fios.

Outra variação possível é de madeixas com mais leveza no comprimento para criar uma harmonia bacana, tudo com muito movimento e ar despojado.

Os tipos de franja

Franja reta ou quadrada

A franja quadradinha, que fica na testa, é uma das mais populares, e agora tem uma variação para encaixar em vários formatos de rosto: a franja mais reta no centro mas vai arredondando ao redor do rosto, voltou com força total. Esse formato em específico rejuvenesce a imagem, porque traz uma impressão mais romântica.

Se a sua face é redonda o ideal é que você faça as pontas laterais mais alongadas para não ressaltar ainda mais forma, com elas bem rasgadas e mais escuras que o restante do cabelo.

Se você prefere a já consagrada reta e bem próxima à sobrancelha – sem arredondar nas laterais – saiba que esse é um corte que deixa o rosto em evidência, e não é tão versátil quanto parece. É muito comum mas é mais apropriada pra quem tem o rosto quadrado ou retangular, porque ajuda a reduzir um pouco o comprimento. Para quem tem as maçãs salientes pode ser perigosa, pois vai acentuar ainda mais a região central.

Franja lateral

Quer um toque mais sexy para o seu visual? Então vale a pena apostar na franja lateral, que pode ter a altura adaptada de acordo com a sua fisionomia. É ótima para todos os formatos de rosto, mesmo os mais redondos, porque começa acima do olho direito ou esquerdo, dependendo de qual te favorece mais, e vem descendo e emoldurando. Isso cria diferentes ângulos para harmonizar com o que você precisa.

Franja reta e curtíssima

franjas
Fonte: Unsplash

A escolha do cabelo também tem tudo a ver com personalidade, e para quem é descolada e moderna é possível ousar mais.

Se você tem muito estilo e procura um efeito bem impactante, a quadrada curtinha pode ser uma boa opção, mas é um estilo descolado e que tem que carregar.

O mais importante é que a testa seja pequena e ela vai cair bem em rostos ovais ou quadrados. No caso dos retangulares é preciso muito cuidado, porque vai alongar ainda mais a face e reforçar muito os ângulos.

Escolha e manutenção

Dentre os formatos acima é possível encontrar inúmeras variações, mas engana-se quem pensa que basta acertar naquela que cai melhor com a anatomia. Tão importante quanto o combinar é avaliar o seu estilo de vida e praticidade do corte. O indispensável é que você “vista” essa franja e tenha certeza de que ela funciona e te deixa realizada.

O seu dia a dia é muito importante nesse processo, porque não adianta escolher um estilo de franja que precisa de cuidado diário se você não tiver tempo disponível para arrumar as madeixas. Não dá para ficar bonita só no salão, tem que se sentir bem sempre. Se imagine com ela e faça um estudo antes de executar.

A manutenção pode variar de acordo com pontos como a espessura da franja e o modelo, portanto, esteja preparada. Essas com peso maior (mais quantidade de cabelo), que estão em alta, dificilmente continuarão bonitas após crescerem demais. O ideal é cortar a cada 20 (ou no máximo 25 dias!) para realinhar novamente os fios e não perder o movimento. Nas demais, mais finas e tradicionais, o tempo pode subir para 30 dias. 😀

× Como podemos te ajudar?
Pular para a barra de ferramentas