Escolha uma Página

Apesar do chapéu não ser um acessório muito prático para se divertir na praia ou na piscina nesses dias de verão, um fato é unanimidade: Ele é complemento do protetor solar para proteger a pele do rosto quando o sol está forte. Aliás são até recomendados por dermatologistas, principalmente para mulheres que realizam tratamentos dermatológicos.

Quando o verão chega surge aquela dúvida: “Qual tipo de chapéu fica melhor em mim e combina com as minhas roupas de praia?”. Então, fiz uma lista com os sete tipos mais comuns de chapéu (floppy, panamá, boater, cowboy, fedora, viseira e boné), para ajudar vocês, nossas leitoras.

Floppy

chapéu
Fonte: Unsplash

O chapéu it do momento é o Floppy, modelo redondo com as abas maiores e flexíveis que podem ser moldadas ao seu gosto. Ele surgiu lá nos anos 70 e há um tempinho atrás voltou com tudo.  Apesar de não ser tão comum o uso de chapéus aqui no Brasil, muitas meninas já incorporaram essa peça aos seus looks, que dá um charme especial e um toque de elegância e modernidade à produção.

Já é possível encontrá-los em lojas de acessórios e até em fast fashions, em várias cores. Os mais comuns são o preto, nude, cinza e marrom. O acabamento imitando palha é bem popular também. Todavia, já é possível encontrá-lo em cores diversas como pink, burgundy, entre outras.

Por incrível que pareça, apesar do clima favorável ao uso de chapéu como proteção, muitas brasileiras ainda torcem o nariz pra esse tipo de peça. A dica para não errar é sempre se adequar à ocasião. Como o modelo é quase um atestado de elegância, use-o em ambientes “chiques”, como festas na beira da piscina. Caso contrário, o modelo pode ficar um pouco exagerado.

Panamá

O chapéu Panamá, ao contrário do que o nome diz, não vem do Panamá, sua origem é equatoriana. O modelo é tradicionalmente claro com tramas fechadas feitas com a palha de uma planta local. Aqui no Brasil, a peça também é popularmente conhecida como “chápeu de pagodeiro”.

Este é um fato que demonstra como o modelo combina com o estilo de vida brasileiro e, por isso é tão popular por aqui. É ótimo para usar na praia e dá um toque de “menina praiana” quando adicionado a qualquer look. Se você quiser passar essa impressão, aposte na peça. Esse é o modelo ideal para mulheres que tenham um estilo mais esportista e casual.

Um look que não tem erro com o chapéu panamá é a combinação: shorts jeans + camisa ou blusa de tecido fino + rasteirinha. Essa produção é jovem e atual!

Boater

Os chapéus “Boater”, populares nos 1940 e 1950, são tradicionalmente masculinos, leves para o verão, feitos de palha, e foram criados anteriormente para passeios de iate, barco à vela e remo. Com o tempo, a peça foi incorporado ao guarda roupa feminino e hoje já é bem conhecida entre as fashionistas.

O boater têm a aba proporcional e reta, assim como o topo da copa. São perfeitos para criar looks inusitados para os dias quentes de verão, principalmente para aquelas mulheres que tem um estilo vintage e retrô. Atualmente, os modelos estão mega em alta. Aposte!

Cowboy

chapéu
Fonte: Unsplash

Os chapéus no estilo “Cowboy” têm uma depressão no centro da copa (que é mais alta) e abas largas, necessariamente curvadas nas laterais (característica marcante do modelo).

Eles não precisam ser excluídos do verão, ainda mais quando confeccionados em materiais e estilos que combinem com a estação (tirando um pouco aquele “arcountry” do item). O interessante é criar justamente um look inesperado com eles, que fuja do clichê rodeio e festa junina.

Fedora

O modelo Fedora é um clássico entre os chapéus, mais conhecido nas versões em feltro, como “chapéu de mafioso”. Possui aba média e inclinada (mais baixa na frente e alta atrás), o que o difere do modelo Panamá, que também possui depressão na copa.

Para o verão, prefira os modelos de palha e outras fibras leves, que são mais fresquinhos e quebram um pouco do ar masculino que este modelo carrega. Se não quiser quebrar o paradigma, use com jeans skinny, camisas e coletes de alfaiataria e forme um look boyfriend.

Viseira e Boné

Se a ideia é se exercitar, os bonés e viseiras são ótimos aliados! São ideais para uma caminhada ou corrida e para jogos de verão (como vôlei de praia). A viseira é recomendada para os dias de piscina, pois a maioria dos materiais que fazem parte da confecção da peça podem ser molhados sem dano aparente.

Já o boné pode ser usado em produções casuais, para dar um toque street wear. Uma dica para sair da mesmice e dar personalidade e ao mesmo tempo um ar feminino ao look á apostar em estampas florais. Um look sem erro é regata cavada com estampa floral + short jeans + tênis “skate” + boné . 😀

× Como podemos te ajudar?
Pular para a barra de ferramentas