Escolha uma Página
5 tendências de francesinhas modernas

5 tendências de francesinhas modernas

As francesinhas são consideradas nail arts clássicas e elegantes, mas isso não significa que não possam passar por uma renovação e ganhar ares mais descontraídos no look. No Instagram, modernizar esse estilo minimalista está em alta, e vale tudo: da mistura de cores aos desenhos para lá de criativos.

FRANCESINHAS COLORIDAS

francesinhas
Fonte: Unsplash

Que tal deixar o branco e o nude de lado para investir na combinação de tons vibrantes?

A escolha de quantidade e cores vai da sua preferência, mas vale lembrar que os complementares, aqueles tons próximos uns aos outros (como vermelho, amarelo e laranja, rosa com vermelho, ou diferentes tons de azul), criam degradês interessantes e são sempre opções seguras.

DESENHADAS

Outro hit do momento é criar desenhos na pontinha das unhas, e aqui o céu é o limite: pode apostar em corações, gatinhos, quadriculados, imitando cílios ou o que a sua personalidade – e humor – mandar.

GEOMÉTRICAS

francesinhas
Fonte: Unsplash

Os triângulos são um dos formatos favoritos para quem gosta de apostar nas unhas geométricas, e podem ter variações de cores, tamanhos e até sentido de encaixe com as pontinhas.

Em cor única esse tipo de francesinha deixa o look moderno, mas ao mesmo tempo elegante e sóbrio.

ALONGADAS

E quem disse que a cor precisa estar apenas na pontinha da unha? Alongar até perto do centro pode ser uma ótima pedida para quem quer diferenciar, mas sem ousar demais.

MOLDURA BRILHANTE

O esmalte metalizado ou com glitter também pode entrar para criar uma espécie de moldura brilhante à sua francesinha, outra forma de estilizar com charme e simplicidade.

Detox: Chás que aceleram o metabolismo viraram febre

Detox: Chás que aceleram o metabolismo viraram febre

Um novo plano de dieta está se tornando uma verdadeira febre no Instagram, e já ganhou uma legião de adeptas entre as mulheres que buscam transformar o corpo de maneira saudável: os chás que possuem função detox, também conhecidos como “TeaTox“. A ideia é utilizar chás para melhorar o metabolismo, desintoxicar o organismo e (claro!) eliminar os quilinhos extras.

Mas, você deve estar se perguntando: “Será que isso funciona mesmo?” Saiba como os chás de fato podem de fato colaborar para a silhueta e como incluir corretamente no dia a dia.

Antes de tudo, é preciso ter em mente que as ervas sozinhas não tem o poder de te fazer emagrecer, mas que são sim facilitadoras. Os chás podem ser aliados no processo de emagrecimento e na melhora da qualidade de vida, mas não fatores únicos no processo.

Quais chás escolher

detox
Fonte: Unsplash

Os chás podem conter as mais variadas propriedades, desde o efeito calmante, como o de camomila e maracujá, até os aceleradores de metabolismo, indicados para quem procura eliminar os quilinhos extras.

Opções como o chá verde, canela, gengibre e cavalinha podem ser usados com o intuito de emagrecer.

Eles agem como fatores termogênicos, aumentando a taxa metabólica e facilitando o processo de perda de peso, além de possuírem antioxidantes, que auxiliam no combate à inflamação e instalação de doenças crônicas.

Essas ervas também hidratam bem, melhoram o funcionamento intestinal e, consequentemente, o aspecto da pele.

Sachê X Ervas

Escolher entre o sachê ou as ervas soltas é motivo de dúvidas para quem resolve começar a investir na bebida e, apesar de ambos terem benefícios, não são iguais. “Os chás de folhas frescas são melhores, pois os de saquinho podem conter uma certa quantidade de galhos e outras substâncias que não são a folha, diminuindo a infusão delas na água.

A maneira de fazer a infusão também é importante: Você deve aquecer a água e desligar o fogo quando levantar fervura. Só então acrescente as folhas, abafe com uma tampa por cerca de 10 minutos e então coe e consuma.

Os especialistas garantem que não há diferença nutricional entre a versão quente e a fria, basta tomar o cuidado de consumir no mesmo dia. Você ainda pode misturar tranquilamente dois chás para ter mais benefícios, como o de hibisco (febre entre as famosas!), que melhora o inchaço e a retenção de líquidos, com uma das opções termogênicas indicadas acima.

Como consumir

detox
Fonte: Unsplash

Para que você realmente perceba os benefícios os chás devem fazer parte da rotina diária, já que não existem milagres quando o assunto é boa forma: No programa teatox são utilizados os chás duas vezes por dia, mas você pode consumir entre duas ou quatro xícaras.

Aconselha-se não tomar mais que cinco, o que deve prevalecer é o bom senso. Prefira utilizar o preparo nos intervalos entre as principais refeições.

Não substitua refeições

A advertência mais importante para quem quer aderir ao teatox é não usar os chás para substituir as principais refeições (almoço, jantar e café da manhã). Ao fazer isso, há um grande risco da pessoa ficar com muita fome e descontar em outros alimentos, perdendo o foco do emagrecimento.

O principal é ter consciência na hora de fazer esse tipo de detox, para não prejudicar a sua saúde. O ideal é ter o acompanhamento de uma nutricionista.

Se não tiver como, busque dicas certeiras, sem ingredientes industrializados e que podem te prejudicar. E, principalmente, não tome medicamentos para emagrecer sem a indicação de um médico especialista.

O mais importante aqui é você cuidar da sua saúde e ingerir alimentos saudáveis e com nutrientes que vão te fazer bem. Não é errado comer um doce ou pizza de vez em quando, não se sinta culpada por isso.

Dicionário dos acessórios: Chocker, body chain e afins

Dicionário dos acessórios: Chocker, body chain e afins

Os acessórios são capazes de mudar qualquer produção. Anéis, brincos, colares, cintos, bolsas e afins costumam dar o toque final todo especial aos looks. Porém, como a moda é cheia de novidades, é comum existirem tantos tipos de acessórios que muitas vezes é difícil encontrar exatamente o que você procura.

Chocker (ou gargantilha)

acessórios
Fonte: Unsplash

Chocker é o nome dado aos colares que ficam bem rentes ao pescoço. O hit dos últimos meses foram as gargantilhas metálicas.

A tendência pode ser usada por qualquer mulher, mas tome cuidado caso seu pescoço seja curto ou se você tem o rosto quadrado!

A dica, nesses casos, e também para quem não quer errar é escolher modelos mais finos e com um tom que não contraste de forma extrema com o tom da sua pele.

Tattoo Chocker

É uma variação do primeiro item, o tattoo é o tipo mais comum de chocker. Geralmente é confeccionado com silicone.

A peça carrega todo um ar retrô, pois surgiu em meados dos anos 90 e voltou com tudo em 2015. Como a peça é bem informal, não é indicada para ambientes que costumam ser mais sóbrios, como um jantar ou no trabalho.

Body chains

Os body chains são colares que cruzam o corpo, forte tendência para esse verão. O tipo mais comum é aquele que parte dos ombros e dá a volta pelo tronco. ao utilizar a peça com biquíni não há erro.

Mas é necessário cuidado ao utilizar com roupas; garanta que a corrente não fique apertada demais (marcando o tecido). Quanto mais contrastante a cor do body chain for, mais será o foco da produção.

Joia de mão

A joia de mão nada mais é do que uma pulseira usada mais pra cima, envolvendo a palma e o dorso da mão. A atriz Giovanna Antonelli, no papel de Atena, da novela “A regra do jogo” sempre é vista com a peça.

Sabemos muito bem que, quando uma personagem de novela aparece com uma tendência, seja de acessórios, roupas ou cabelos, ela será copiada. Aliás, isso é uma boa estratégia para chamar a atenção do público e fazer a audiência da novela subir. Afinal, todo mundo quer ver qual a tendência daquela personagem que todos estão comentando.

E se você se identificou com alguma tendência de novela por ai não tem nenhum problema. Tem que usar mesmo. Aproveita e incrementa algo para ficar com o seu jeitinho de usar aquela tendência que já está visada.

Tornozeleira

acessórios
Fonte: Unsplash

São as correntinhas usadas no tornozelo, podendo cobrir o peito do pé. Para alongar ao invés de encurtar, opte por modelos delicados e em metais com um tom próximo ao da sua pele.

É muito importante escolher uma tornozeleira que combine com você e com seu tom de pele. Assim, o acessório de destaca em você, de uma maneira positiva, te fazendo ficar ais bonita.

Muito cuidado também para não escolher uma tornozeleira que fique muito apertada em você. Muitas mulheres tem tornozelo mais gordinho e acha que, por isso, não podem usar esse acessório.

Mas você pode sim amiga! Basta escolher a tornozeleira certa que vai ficar do tamanho correto em você. O importante é se sentir confortável com o acessório, então ele não pode te machucar de maneira alguma.

Anel de falange

Os anéis de falange são aqueles usados na parte superior do dedo. Costumam ser bem delicados. O legal da peça é utilizar vários para fazer um mix de anéis.

Não precisa ter receio: Misture metais, estilos variados e pedras para um visual mais moderno. As mais modernas podem abusar dos anéis com símbolos esotéricos (como pirâmides e crucifixos) ou algo que remeta a natureza.

Para as mais delicadas, usar três anéis finos (sendo um deles de falange), é a aposta certa! Os anéis discretos combinam perfeitamente com esmaltes de cores fortes, pois equilibram o look.

Ear Cuff

O Ear Cuff é o brinco que envolve toda a parte lateral da orelha, indo do furo até a parte superior, deixando a região e destaque. Como a peça costuma ser a estrela do look, combine-a com acessórios delicados, assim você não corre o risco de poluir o visual.

E então, gostou das nossas dicas sobre acessórios diferentes? Se você incrementar seu look com acessórios, já escolhe o que mais combina com você (podem ser todos também hehe) e coloca pra jogo! 😀

Cabelo Loiro: Conheça as tendências

Cabelo Loiro: Conheça as tendências

O cabelo loiro nunca sai de moda, e continua sendo a cor preferida das mulheres que gostam de manter as madeixas iluminadas. Para se manter atualizada, conheça as cores e técnicas que vão fazer sucesso ao longo de 2016 e encontre a melhor opção para deixar seus fios modernos:

Os tons do ano

Esqueça aquele cabelo loiro claríssimo e mais frio, as cores de destaque são aquelas que possuem nuances mais quentes, como o loiro manteiga e os tons de caramelo, abandonando os tons platinados e acinzentados. O momento é dos tons dourados, que dão uma sensação mais natural e discreta. Esse tipo de cor funciona muito bem para a brasileira, que costuma ter uma pele mais queimada, tendo seu tom realçado e iluminado.

cabelo loiro
Fonte: Unsplash

O toque mais invernal e puxado para o branco até deve aparecer, mas de maneira sutil e combinado a outras tonalidades: as tinturas off-white só para matizar, vão continuar, mas é mais aconselhado para as mulheres de pele clarinha para que não fique muito artificial.

As novas técnicas

Cookies de chocolate

Uma das maiores tendências em técnicas foi inspirada nos deliciosos biscoitos com gotas de chocolate, é um tipo de coloração que confere iluminação sem exageros.

Ele tem um tom bem bege nas pontas, que pode ser criado ou feito a partir de luzes que você já tenha, um tom de baunilha, bem clarinho, e o fundo com pontos fininhos de chocolate, preservando o natural.

A grande vantagem dessa técnica é não precisar de retoques frequentes no cabelo loiro. É uma tendência que veio para ficar por criar esse efeito cascata bem mais bonito, versátil (porque vai para qualquer tom de pele) e natural.

Bronde 

O bronde, que mistura de maneira harmoniosa o cabelo loiro claro e o escuro, estourou no último verão, e  continua como uma ótima pedida para quem quer mais luminosidade nas madeixas, mas sem exageros. Ele permanece, com aqueles tons de dourado aplicados em mechas fininhas pelos cabelos, é muito suave e cai muito bem para a pele morena e negra.

Cinnamon swirl (rolinhos de canela)

Outro hit internacional inspirado em comida é o cinnamon swirl, um tipo de coloração que combina tons claros e escuros para chegar a uma aparência próxima aos dos rolinhos de canela. É bem parecido com a técnica dos cookies, mas com o loiro em maior quantidade, com a raiz escura e puxando mechas quentes em todo o comprimento.

Isso combina muito bem com a pele do verão, que é mais queimada e radiante, e faz menos contraste entre natural e parte pintada. A grande vantagem é que se pode trabalhar com cremes clareadores, sem recorrer de fato ao pó descolorante, e demorar mais entre um retoque e outro.

Free hand

cabelo loiro
Fonte: Unsplash

Outra técnica que deve dominar os salões é a free hand, que nada mais é do que a pintura à mão livre. O profissional usa um pente especial e insere o tom de loiro manualmente, criando um degradê suave e elegante.

A cor fica global, desde a raiz, mas não é marcada, para isso é feita com duas ou três tonalidades de cabelo loiro. O retoque deve ser feito a cada três meses, mas você não precisa voltar a clarear, é só tonalizar, então é muito prático.

Snow lights

Você não abre mão do tom prateado? Então vai ficar feliz em saber que ele ainda aparece, mas completamente renovado, a Snow Light  é uma técnica interessante para modernizar os cabelos platinados, porque cria nuanças personalizadas e menos marcadas desde a raiz.

Você tem a parte mais cinza, mas também puxa um pouco mais de dourado para suavizar ao longo do comprimento.

O claríssimo fica mais na coroa da cabeça e vem fazendo um degradê bem sutil até as pontas, como se a neve tivesse caído nos seus fios. Você turbina o loiro e dá um novo direcionamento, tirando o monocromático que tinha antes disso com a ajuda dos tons de bege. 😀

Chapéu: 7 tipos para arrasar nesse verão

Chapéu: 7 tipos para arrasar nesse verão

Apesar do chapéu não ser um acessório muito prático para se divertir na praia ou na piscina nesses dias de verão, um fato é unanimidade: Ele é complemento do protetor solar para proteger a pele do rosto quando o sol está forte. Aliás são até recomendados por dermatologistas, principalmente para mulheres que realizam tratamentos dermatológicos.

Quando o verão chega surge aquela dúvida: “Qual tipo de chapéu fica melhor em mim e combina com as minhas roupas de praia?”. Então, fiz uma lista com os sete tipos mais comuns de chapéu (floppy, panamá, boater, cowboy, fedora, viseira e boné), para ajudar vocês, nossas leitoras.

Floppy

chapéu
Fonte: Unsplash

O chapéu it do momento é o Floppy, modelo redondo com as abas maiores e flexíveis que podem ser moldadas ao seu gosto. Ele surgiu lá nos anos 70 e há um tempinho atrás voltou com tudo.  Apesar de não ser tão comum o uso de chapéus aqui no Brasil, muitas meninas já incorporaram essa peça aos seus looks, que dá um charme especial e um toque de elegância e modernidade à produção.

Já é possível encontrá-los em lojas de acessórios e até em fast fashions, em várias cores. Os mais comuns são o preto, nude, cinza e marrom. O acabamento imitando palha é bem popular também. Todavia, já é possível encontrá-lo em cores diversas como pink, burgundy, entre outras.

Por incrível que pareça, apesar do clima favorável ao uso de chapéu como proteção, muitas brasileiras ainda torcem o nariz pra esse tipo de peça. A dica para não errar é sempre se adequar à ocasião. Como o modelo é quase um atestado de elegância, use-o em ambientes “chiques”, como festas na beira da piscina. Caso contrário, o modelo pode ficar um pouco exagerado.

Panamá

O chapéu Panamá, ao contrário do que o nome diz, não vem do Panamá, sua origem é equatoriana. O modelo é tradicionalmente claro com tramas fechadas feitas com a palha de uma planta local. Aqui no Brasil, a peça também é popularmente conhecida como “chápeu de pagodeiro”.

Este é um fato que demonstra como o modelo combina com o estilo de vida brasileiro e, por isso é tão popular por aqui. É ótimo para usar na praia e dá um toque de “menina praiana” quando adicionado a qualquer look. Se você quiser passar essa impressão, aposte na peça. Esse é o modelo ideal para mulheres que tenham um estilo mais esportista e casual.

Um look que não tem erro com o chapéu panamá é a combinação: shorts jeans + camisa ou blusa de tecido fino + rasteirinha. Essa produção é jovem e atual!

Boater

Os chapéus “Boater”, populares nos 1940 e 1950, são tradicionalmente masculinos, leves para o verão, feitos de palha, e foram criados anteriormente para passeios de iate, barco à vela e remo. Com o tempo, a peça foi incorporado ao guarda roupa feminino e hoje já é bem conhecida entre as fashionistas.

O boater têm a aba proporcional e reta, assim como o topo da copa. São perfeitos para criar looks inusitados para os dias quentes de verão, principalmente para aquelas mulheres que tem um estilo vintage e retrô. Atualmente, os modelos estão mega em alta. Aposte!

Cowboy

chapéu
Fonte: Unsplash

Os chapéus no estilo “Cowboy” têm uma depressão no centro da copa (que é mais alta) e abas largas, necessariamente curvadas nas laterais (característica marcante do modelo).

Eles não precisam ser excluídos do verão, ainda mais quando confeccionados em materiais e estilos que combinem com a estação (tirando um pouco aquele “arcountry” do item). O interessante é criar justamente um look inesperado com eles, que fuja do clichê rodeio e festa junina.

Fedora

O modelo Fedora é um clássico entre os chapéus, mais conhecido nas versões em feltro, como “chapéu de mafioso”. Possui aba média e inclinada (mais baixa na frente e alta atrás), o que o difere do modelo Panamá, que também possui depressão na copa.

Para o verão, prefira os modelos de palha e outras fibras leves, que são mais fresquinhos e quebram um pouco do ar masculino que este modelo carrega. Se não quiser quebrar o paradigma, use com jeans skinny, camisas e coletes de alfaiataria e forme um look boyfriend.

Viseira e Boné

Se a ideia é se exercitar, os bonés e viseiras são ótimos aliados! São ideais para uma caminhada ou corrida e para jogos de verão (como vôlei de praia). A viseira é recomendada para os dias de piscina, pois a maioria dos materiais que fazem parte da confecção da peça podem ser molhados sem dano aparente.

Já o boné pode ser usado em produções casuais, para dar um toque street wear. Uma dica para sair da mesmice e dar personalidade e ao mesmo tempo um ar feminino ao look á apostar em estampas florais. Um look sem erro é regata cavada com estampa floral + short jeans + tênis “skate” + boné . 😀

Vestidos: tendências do alto verão

Vestidos: tendências do alto verão

As temperaturas mega altas desse verão praticamente obrigam as mulheres procurarem alternativas para driblar o calor. Os vestidos são as peças ideais para isso, pois são práticos e ajudam a compor produções incríveis para diversas ocasiões (desde as mais formais até as ocasiões casuais).

É importante lembrar que é necessário levar em consideração o tipo de evento ao qual você irá. Enquanto o dia a dia permite que você escolha modelos diversos, compromissos corporativos, por exemplo, exigem uma dose maior de sobriedade.

Confira as dicas que separamos para você escolher o modelo ideal:

Tecidos fluídos

vestidos

Para curtir os dias de verão, escolha vestidos com tecidos leves e confortáveis. Além de terem sido destaque nos desfiles, eles oferecem mais comodidade para o dia a dia. Por ser uma peça única, os vestidos fluídos são práticos e fresquinhos (principalmente os com alças e com o comprimento acima do joelho).

Aposte em peças que tenham forro, para não correr o risco do tecido ficar transparente e marcar a roupa íntima. Outra dica: Quando vestir uma peça curta, use um short justo (e que não fique aparecendo) por baixo, assim você se sentirá mais confortável.

Estampas

A temporada de calor permite que você use a abuse das estampas. Além do tradicional floral, que é febre durante o verão, outras apostas para este ano são as estampas tropicais, listradas e étnicas. 

Se você é do tipo clássica aposte nas minimalistas (como listras e poás). Já se você é moderna e não tem medo de arriscar, pode investir em estampas maiores, com cores e florais que tenham destaque!

Renda

Delicada e feminina, a renda já é um clássico do guarda-roupa das mulheres. Neste verão, ela aparece com um ar mais rústico, remetendo ao estilo boho, que se mantém forte. 

O tecido foi incorporado ao street wear, podendo ser combinados com peças mais rústicas, como os cintos finos de tressê (que possuem a trama trançada), acessórios em couro, espadrilhes, chapéus, camisas jeans, sapatos oxford, ou mesmo peças mais pesadas com jeans e ankle boots para quem gosta de misturar estilos.

Recortes e assimetria

Outro grande destaque das passarelas nacionais e internacionais foi a desconstrução das linhas retas. Agora, as modelagens aparecem com recortes variados e com barras marcantes, indo do sóbrio ao ousado. A assimetria traz muitas pontas, irregularidades e sobreposições.

Se combinadas corretamente, pode alongar a silhueta, dar volume (onde for necessário) e disfarçar alguma parte do corpo de forma estratégica. Os vestidos assimétricos são fáceis de combinar, só cuidado com os acessórios. A peça assimétrica sempre deve ser o destaque do look.

Acinturados

vestidos

A cintura marcada é uma queridinha das mulheres. Os vestidos da moda aparecem mais justos na cintura e mais fluídos no comprimento (em forma de “A”). Como os modelos são bem larguinhos em baixo, são ideais para quem tem o quadril estreito, pois dão a impressão de volume e equilibram as proporções do corpo.

Bordados e detalhes manuais

Depois de o fast fashion dominar o segmento de moda, agora o chamado slow fashion volta à cena. Seguindo a linha do romantismo, a aposta são os tecidos delicados, com ar de “feito à mão”. Os detalhes manuais estão em alta, aparecendo em bordados e apliques. O crochê é uma tendência forte deste verão!

Chemisiers

Entre os vestidos da moda, os chemisiers também merecem destaque. O modelo é similar a uma camisa, mas com um comprimento alongado.

Vai bem para o trabalho e para compromissos que exijam mais sobriedade. Para acinturar a peça, combine-a com cintos: para compromissos de trabalho use os mais finos e discretos e para looks despojados os maiores e mais rústicos.

Tons pásteis

As tonalidades clarinhas devem ser as grandes protagonistas do ano, especialmente na temporada de calor. A paleta mais clara traz fluidez e suavidade para o guarda roupa feminino, sendo destaque entre as tendências do ano. Pode abusar das cores claras, como branco, nude, amarelo suave, rosé e pêssego, sem medo.

Vestidos longos

Os modelos com comprimento longo roubaram a cena neste verão. Eles são leves, delicados e cheios de charme, a peça é perfeita para as despojadas produções diurnas da estação. Quem gosta do estilo, mas prefere manter as pernas de fora pode optar por modelos com fendas. 😀

× Como podemos te ajudar?
Pular para a barra de ferramentas