Escolha uma Página
2 modelos de biquíni para arrasar nesse verão

2 modelos de biquíni para arrasar nesse verão

A cada novo ano surge uma tendência de moda praia que ganha o coração (e o corpo) das mulheres e começa a estampar as areias do nosso país e do exterior. Neste verão dois modelos de biquíni ganharam destaque nas coleções de beach wear: o de crochê e o 3D.

Biquíni de crochê

A peça de crochê surgiu nos anos 70, ainda com carinha de “feito pela vovó”, e foi reformulada nos anos 90. Como a moda é cíclica, novamente o modelo surge com estilo repaginado, em lindas cores vibrantes e ultramodernas.

O crochê aparece tanto em biquínis inteiros (lisos ou estampados) como em pequenos detalhes (que fazem toda diferença!). O hit do momento é o biquíni kiini, que ganhou força quando Camila Queiroz apareceu no papel de Angel usando a peça na novela “Verdades Secretas”, da rede Globo. O modelo é artesanal, ou seja, totalmente feito à mão, e mistura glamour com o estilo boho, seguindo a tendência boho-chic.

O sucesso foi tanto que a peça invadiu o guarda roupa de outras famosas como o de Vera Viel, mulher do apresentador Rodrigo Faro, que postou recentemente uma foto vestindo a peça em seu Instagram e o da atriz Marina Ruy Barbosa, durante sua temporada de Reveillon no esplêndido arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco.

biquíni

Quem tem seios grandes deve optar pelos biquínis que são de malha bordados de crochê em volta, como o modelo usado pela Angel na novela. Ele tem as alças e laterais mais largas, proporcionando maior sustentação aos seios. O mesmo serve para quem tem quadris largos, pois a parte debaixo desse modelo também é mais larga, disfarçando o volume na área do quadril.

Para quem tem quadris estreitos, a dica de especialistas em moda é escolher o modelo totalmente de crochê com amarração nas laterais. A amarração causa um volume maior na região, dando a impressão de que a mulher tem um quadril maior. O caso se repete para seios menores. As peças que são totalmente de crochê são geralmente de cortininha que dão volume aos seios. também é bacana investir em cores vibrantes e estampas, pois dão a impressão de maior volume na região.

Perfeitos para quem deseja adicionar cor e ousadia à produção, os modelos estampados ficam ótimos quando combinados a saídas de praia, e acessórios como bolsas e chapéus em cores neutras, como branco, preto, nude, cinza e dourado. É uma tendência que veio para ficar!

Biquíni 3D

Outro modelo de sucesso na estação mais quente do ano é o 3D, geralmente confeccionado em neoprene. Lançado pela marca australiana Triangl, a peça promete ficar perfeita em qualquer tipo de corpo já que o material se molda facilmente sem marcar as gordurinhas.

Possui formatos geométricos e causam a impressão 3D, por isso o nome. São diferentes dos modelos cortininha (preferido da maioria das brasileiras), porém são lindos. Algumas calcinhas são grandes na parte de trás, mas facilmente é possível encontrar modelos com design menor.

biquíni

Os biquinis 3D apostam em cores fortes e neons, como pink, verde limão, púrpura, roxo, azul turquesa, laranja, entre outras. Com diferentes modelagens (com ou sem amarração, alças removíveis, tomara que caia, em cor única ou em diferentes combinações), prometem agradar aos mais variados gostos e públicos femininos.

O modelo também costuma ter bojo ou enchimento, detalhe que unido às cores vibrantes, valoriza a região dos seios.

O legal da peça é a possibilidade de criar várias combinações e brincar com as cores, tanto com a parte de baixo quanto com o top, ou parte de cima. Além disso, o neoprene além de ser um tecido que não amassa, tem elasticidade e seca rapidinho, o que ajuda (e muito!) nas viagens. Esse fato ajuda na hora de repetir o look ou de levar a peça para casa na hora da volta, pois ninguém gosta de usar ou carregar roupas úmidas na mala.

A mesma regra do biquíni de crochê vale para os modelos 3D: Caso compre peças de cores vibrantes, aposte em acessórios clean (em cores neutras). O body chain (colar cruzado na região do busto) é uma excelente opção para as mais modernas, pois agrega um diferencial à produção de praia!

Nós já escolhemos os nossos queridinhos para arrasar nas viagens desse verão. E você?

Se vestir para o trabalho adequadamente com 15 dicas

Se vestir para o trabalho adequadamente com 15 dicas

Gostando, ou não, a maneira como você se veste é importante para o seu sucesso no mundo moderno do trabalho, quando se vestir para o trabalho. O problema da aparência é que ela reflete em sua performance. Mesmo se seu chefe não perceber que ele está te desmerecendo por conta da sua roupa, ele vai fazer isso inconscientemente. Quando sua aparência não se encaixa, você não é aceita, nem bem-vinda e em algum ponto, isso pode estragar suas chances de ser promovida, por exemplo.

No meio empresarial de hoje em dia, onde uma roupa casual está sendo cada vez mais vista e popular, pode ser mais complicado entender as regras de como se vestir para o trabalho. Por isso, separamos algumas dicas de especialistas de etiqueta para a gente ter uma ideia.

Em seguida estão 15 dicas que podem te ajudar a se vestir para o trabalho de forma correta:

Entenda o que é apropriado no seu ramo

se vestir para o trabalho

Todo mundo se monta de maneira diferente. Cada um tem seu estilo e funciona da mesma maneira com as empresas. Por exemplo, você pode se vestir para o trabalho com bermudas em determinados locais, mas não mini shorts.

Esteja certa de que suas roupas servem

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas pecam nesse quesito. Se suas roupas estão muito largas, ou muito justas, elas não vão cair bem, nem parecer bem, por isso é importante sempre usar roupas que sirvam. Seu chefe pode se distrair com uma uma camisa com o botão apertado, por exemplo.

Use óculos que fiquem ajustados ao seu rosto

Use óculos que sirvam para o seu rosto e que não ficam escorregando pelo seu nariz. Você não vai querer ficar arrumando na frente do seu chefe, ou supervisor porque isso pode distrai-los, fazendo com que eles não prestem atenção no que você fala, ou no seu trabalho.

Seque o seu cabelo

Nunca saia de casa com o cabelo molhado porque pode parecer que você não tem tempo para cuidar de você mesma e isso pode significar que você não tenha tempo para a sua carreira.

se vestir para o trabalho

Preste atenção na sua bolsa

Você não vai querer que seus objetos pessoais pulem para fora durante o expediente. Por isso, mantenha a bolsa sempre limpa, principalmente se ela não tiver fechos, ou zíperes – essas bolsas permitem que qualquer um veja o que tem dentro sem muito esforço.

Não use perfumes muito fortes

Além de pensar em como se vestir para o trabalho de maneira apropriada, é necessário pensar nessas pequenas coisas. Tudo que qualquer um possa sentir o cheiro não é bom – o seu gosto pela essência do perfume pode não ser o mesmo de seu chefe, ou colega de trabalho.

Use sempre sapatos bem preservados

A primeira coisa que os chefes reparam durante entrevistas de emprego é o sapato do candidato e isso não muda quando você é contratada. Se vestir para o trabalho com um sapato surrado e sujo no ambiente de trabalho pode causar uma má impressão, principalmente quando você trabalha com atendimento ao cliente.

Preste atenção no seu relógio

Especialistas de etiqueta afirmam que um dos acessórios que os outros mais prestam atenção é o relógio. Por isso, cause uma boa impressão em seu chefe e colegas de trabalho com um relógio apropriado para o ramo em que você trabalha. Nada de relógios coloridos, ou que brilham!

Use cores fortes para passar uma imagem de autoridade

Para se vestir para o trabalho apropriadamente é preciso pensar na paleta de cores de suas roupas. Cores fortes e mais escuras passam mais impressão de confiança e autoridade que cores claras.

se vestir para o trabalho

Evite o neon e roupas chamativas

Tanto homens e mulheres precisam tomar cuidado com as cores muito brilhantes. As roupas muito chamativas podem distrair os colegas de trabalho com um visual que é o equivalente a um grito.

Não seja muito sexy

Se vestir para o trabalho de maneira sexy não causa apenas uma distração, como pode dar uma impressão errada de você. Evite as saias e vestidos muito curtos, saltos muito altos, decotes muito cavados e muita pele à mostra. Muitas mulheres se produzem muito criando um visual muito sexy para o ambiente de trabalho e isso tira um pouco o crédito da pessoa como profissional. Você quer ser lembrada pelo que veste, ou pelo o que fala?

Usar meia-calça é sinônimo de estilo

Desde que a princesa Kate Middleton começou a usar meia-calça em público, ela virou moda novamente. Essa peça pode te dar uma aparência mais elegante e sofisticada e é apropriada para o ambiente de trabalho.

Faça os pés

Os especialistas em etiqueta afirmam que uma das piores impressões que uma mulher pode causar é usar um sapato aberto com as unhas mal cuidadas. Se você for mostrar os seus pés, esteja certa que eles estão bem arrumados.

Não use muitos acessórios

Acessórios foram feitos apenas para complementar a sua roupa, por isso, não exagere. Ao se vestir para o trabalho, opte por acessórios mais delicados e menos chamativos.

Suas bijuterias não deviam fazer barulho

Pode ser muito irritante quando alguém fica balançando joias que fazem barulho no seu ouvido. Se você não gosta para você, não faça para seus colegas de trabalho.

5 tipos de roupa que você precisa se livrar

5 tipos de roupa que você precisa se livrar

Você já se pegou encarando o seu armário cheio de tipos de roupa e sentindo que você não tem nada para usar? Durante esse momento de reflexão, parece lógico ir até uma loja e comprar peças novas, mas o que você precisa, na verdade é selecionar qual roupa você precisa se livrar. Você não precisa de mais. Você precisa de menos. Por isso, vamos te ajudar a escolher quais peças devem sair imediatamente do seu armário.

Peças repetidas

Roupas íntimas e camisetas são uma coisa, mas se você perceber que tem mais de dois do mesmo vestido floral, é sinal de que ele é uma roupa que você precisa se livrar.

Separe essas peças e tente lembrar o que te fez pensar que esses tipos de roupa eram diferentes. Agora, olhando-as ao mesmo tempo, elas parecem tão diferentes assim? Depois de avaliar toda a situação, escolha aquele que você mais usa e prefere e doe, ou venda as outras peças.

tipos de roupa

Roupas que você nunca usou, ou só usou uma vez

Elas foram compradas para uma ocasião especial? Há um desconto incrível envolvido? Elas ainda servem? Você lembra de ter comprado a peça? Faça uma avaliação completa de suas “roupas virgens” e pense se vale a pena mesmo mantê-las no armário. Caso contrário, é hora do desapego.

Roupas super confortáveis que você só usa em casa

Estamos falando dos tipos de roupa que “nem morta” você usaria fora de casa. Blusas de frio rasgadas, maiores que você, camisetas manchadas, calças de moletom com manchas de água sanitária… Agora, sabemos o que você está pensando: “quem liga para o que eu visto dentro de casa?”

E você está certa. Mas isso não tem relação com ninguém mais a não ser você. Você admitindo, ou não, o que você veste, tem um efeito forte na sua visão sobre o próprio corpo. Se você já se arrumou toda e sentiu-se feliz e confiante, então você sabe do que estamos falando.

É claro que se livrar dos tipos de roupa gastas não vai fazer com que você se sinta mais confiante imediatamente, mas usar peças mais novas, que sirvam e sem manchas, mesmo dentro de casa, pode ajudar bastante.

Fantasmas do passado

Sabe aqueles tipos de roupa que você amava há anos, mas agora você odeia e mesmo assim as mantém no armário? Esse também é um tipo de roupa que você deve se livrar.

Avalie as peças: você amava esses tipos de roupa. Por que? O que mudou? Você estava copiando o estilo de alguém? Você estava distraída com uma moda passageira? O que fez você começar a odiar essas roupas?

tipos de roupa

Roupas que não servem mais

Aposto que seu guarda-roupa está cheio de peças que não servem mais, seja porque você emagreceu, engordou, cresceu, encolheu, ou qualquer outra coisa…

Separe todos esses tipos de roupa e procure o problema: São os botões? O corte nos quadris? Nos ombros? Está muito comprido? Muito curto? Esses problemas já existiam quando você comprou as roupas, ou apareceram com o tempo?

Preste atenção principalmente nas peças que você acha difícil se livrar. Talvez elas sejam de algum designer famoso, ou uma roupa que você gastou muito dinheiro para ter. Qual é o principal problema que fez com que essa roupa se tornasse inutilizável? Uma vez que você identificar todas essas questões, vai ser difícil ignorá-las depois e isso vai fazer com que o processo de aposentar as peças seja mais fácil.

Identificar esses problemas também pode ajudar a ver se a peça pode ser reformada e voltar a ser utilizável. Mas avalie essa possibilidade apenas nas roupas que você gosta muito e não quer deixar de lado. Se você tem dúvidas quanto a isso, é um sinal de que ela é uma roupa que você deve se livrar.

Cintura alta: Como encontrar o seu modelo preferido

Cintura alta: Como encontrar o seu modelo preferido

As calças de cintura alta, hit dos anos 70, voltaram com tudo! E isso foi relativamente há pouco tempo atrás. Nos anos 2000, a tendência eram calças com o cós baixo que achatavam o corpo da mulher, deixando as formas desproporcionais. Felizmente, essa moda está com os dias contados e tem tudo para ser totalmente substituída pelas calças com o cós de médio à alto.

O modelo de cintura alta emagrece, disfarçando aquela famosa “barriguinha” e valoriza o corpo das mulheres que possuem quadril largo. Ela aparece em modelos formais ou despojados, em vários tecidos, texturas e estampas. Siga nossas dicas e escolha qual modelo se adapta melhor ao seu estilo:

cintura alta

Calça de alfaiataria

A calça de alfaiataria equilibra o look, principalmente pra quem possui o quadril avantajado. Por o modelo ser levemente mais largo nessa região, o mesmo disfarça o volume. É a peça ideal para ser usada no dia a dia de trabalho e em situações mais formais.

Com Blazer

Ao combinar calças de cintura alta com blazers ou casacos a mulher consegue o efeito visual de “afinar” a silhueta. Juntando um salto alto ao look, também é possível conseguir a impressão de “alongamento das pernas”. Essa é uma combinação infalível para conseguir uma produção mega elegante, mesmo com peças básicas ou despojadas! Aposte!

Com camisa social

Seja com calça jeans ou calça de alfaiataria, complementando com uma camisa social automaticamente o look se torna mais formal e elegante. A produção é uma boa opção para o trabalho, entrevistas de emprego ou reuniões sociais, por exemplo.

Estampas

Para aquelas que possuem pernas finas e desejam aumentá-las, a calça estampada é uma excelente aliada. As estampas ajudam à dar uma impressão de volume no quadril e nas coxas.

cintura alta

A dica para acertar é combinar a peça com uma blusa lisa e de cor neutra (como preto, branco, nude e cinza) ou ainda formar um “conjunto” (usando uma blusa com a mesma padronagem da calça). A combinação das calças estampadas com croppeds lisos é tendência!

Pantalona

As calças pantalona são uma boa opção para as mulheres de ombros largos e quadril estreito, pois, assim como as calças de alfaiataria, dão volume ao quadril. Quanto mais largas forem as pernas e a bainha da calça, mais volumosa ficará a região. Essa modelagem está em alta no verão 2016, principalmente quando combinada com estampas. Aposte em cores vibrantes, como pink, laranja, amarelo e roxo e equilibre com outras peças neutras no mesmo look.

Flare

As calças com modelagem flare possuem um corte elegantérrimo e deixam qualquer mulher mais sofisticada , portanto se você acha uma postura mais refinada não faz o seu estilo, definitivamente não é o seu tipo de calça. 

A peça fica muito bem com uma camisa de seda, cetim ou musseline, com cintos largos e jaquetas de couro dos mais variados modelos, se a calça for estampada ou de um tecido diferente como chamoise ou couro texturizado, fica legal brincar com isso e fazer um jogo de cores e estampas, sem medo!

Também é legal usar com uma T-Shirt mais moderna, quebrando um pouco a formalidade da peça. Um fato muito importante: sapato de salto alto com flare é quase uma lei.

cintura alta

Destroyed

As calças destroyed (detonadas) são modelos que instantaneamente passam  uma imagem cool e fashionista de quem está usando. Ao unir duas tendências (calça cintura alta + tecido destroyed) automaticamente você conseguirá um look moderno e estiloso. Para quem possui um estilo mais despojado é a escolha certa!

O estilo boyfriend deixa o visual ainda mais despojado e moderninho. Combinam com tudo, ficam ótimas quando usadas com um maxi casaco, com uma jaqueta de couro ou com qualquer outro tipo de jaqueta. Ficam muito bem com camisas sociais, e com o famoso top cropped. Nos pés vale de tudo, desde um oxford, sandálias mais chiques e até mesmo um tênis, que estão em alta e são super confortáveis. Os acessórios sempre são válidos, como óculos e chapéu.

Encontrou o modelo que melhor se adapta ao seu tipo de corpo e ao seu estilo? Então se jogue sem medo! As calças de cintura alta deixam todos os tipos de mulheres mais bonitas e elegantes e você só tem a ganhar incorporando-as no seu closet!! 😀

10 erros de estilo que podem fazer você parecer mais velha

10 erros de estilo que podem fazer você parecer mais velha

Sei que todas nós sempre tomamos muito cuidado na hora de escolher o que vestir. Dificilmente vamos usar uma peça de roupa que nos faz parecer gorda de propósito, mas você ficaria surpresa na quantidade de elementos no nosso estilo diário que nos fazem parecer mais velhas.

Muitas vezes não é só a vaidade que nos faz querer parecer mais novas, mas sim o fato de não nos sentirmos “velhas” por dentro, então por que iríamos querer divulgar uma imagem envelhecida para o mundo? Para ter esse cuidado no cotidiano, aqui está a lista de 10 coisas que podem fazer a gente parecer mais velha:

1. Tweed

Enquanto alguns tecidos têm uma vibe jovial (como o jeans), o tweed parece ser o contrário por serem comumente associados a ternos matrimoniais. Se você está em busca de um look masculino, opte por peças com riscas, ou com a estampa pied-de-poule no lugar do tweed.

2. Óculos de leitura

É claro que você precisa deles, mas nenhuma mulher fica com a aparência mais jovem com os óculos de leitura na ponta do nariz. A corrente usada para segurar os óculos no pescoço também faz você parecer mais velha. Se você precisa usar esse tipo de óculos, esteja certa de que eles possuam uma armação bonita e divertida. Aposte nas cores e estampas.

3. Estilo com cabelos grisalhos

Os cabelos grisalhos já entraram na lista de tendências algumas vezes, mas especialistas de moda e cabeleireiros afirmam que a cor cinza nos fios pode aparentar mais idade, principalmente se ela aparece cedo, fazendo você parecer mais velha do que realmente é. Deixe os cabelos brancos para quando você chegar à terceira idade. Enquanto isso, fale com seu cabeleireiro de preferência e escolha uma cor que combine com o teu tom de pele.

estilo

4. Cardigans

Sei que adoramos os Cardigans e eles parecem ótimos como peça coringa de qualquer look, mas ele precisa ser usado com cuidado para não envelhecer nossa aparência. Os especialistas não recomendam essa peça principalmente para as mulheres que possuem as áreas da barriga e do quadril maiores. Como o cardigan não tem uma forma estruturada, ele também não valoriza as formas da mulher. Nesse caso, para parecer mais jovem, opte por uma jaqueta, ou blazer estruturados (mangas alinhadas, costura e colarinho). E não importa o que for fazer, mas não amarre o cardigan na cintura porque ele vai esconder os quadris, deixando o corpo feminino sem forma nenhuma – podendo envelhecer e engordar a aparência.

5. Sapatos anatômicos

Somos pró-conforto, claro, mas alguns modelos de sapatos anatômicos podem estragar um look moderno e nos fazer parecer mais velhas. Procure sapatos da moda que sejam igualmente confortáveis, eles não são difíceis de ser encontrados!

6. ”Jeans mamãe”

O famoso “jeans mamãe” é aquele com as barras mais apertadas que as pernas e com a cintura alta e reta. Eles desvalorizam o corpo e estão ultrapassados. Hoje em dia várias marcas estão investindo na renovação desse tipo de calça e as novas versões são as melhores opções!

7. Qualquer cor que te apaga

Uma coisa que pode te envelhecer instantaneamente é usar peças com cores que apagam sua cor natural. A cor certa pode iluminar a sua pele e fazer você parecer ainda mais nova. Os especialistas afirmam que os vermelhos e azuis são as cores que mais combinam com todo mundo.

estilo

8. Bolsinha de mão

Sabe aquela bolsinha de mão da vovó? Ou aquela bolsinha que você tinha no fim da década de 80? Está na hora de aposentá-la. Troque-a por uma bolsa de couro ecológico colorida e divertida!

9. Muita maquiagem, ou nada de maquiagem

Um blush exagerado, ou um batom chamativo podem ser tão envelhecedores quanto não usar maquiagem nenhuma. Se você não tem certeza do que funciona para você, procure lojas de maquiagens que fazem uma makeover de graça com os produtos certos para sua pele. Procure sombras claras e luminescentes, assim como batons e gloss. Aprenda a aplicar corretamente e você estará no caminho certo para a maquiagem perfeita.

10. Meias de cano alto com tênis

Se não for com suas roupas de ginástica, as meias de cano alto, ou médio com tênis estão proibidas, principalmente se forem combinados com bermudas e calças capri.

Vale lembrar que todas essas dicas não são regras. Elas podem ser adaptadas com elementos joviais e criar um look muito estiloso. O que vale, no fim das contas, é que você se sinta bem consigo mesma!

Minimalismo: viver com menos é viver com mais

Minimalismo: viver com menos é viver com mais

Um novo estilo de vida está tomando conta de pessoas que não gostam de esbanjar no consumo: o minimalismo. Para quem se cansou do consumismo desenfreado e começou a prestar um pouco mais de atenção às coisas que o dinheiro não pode comprar, talvez você se identifique com o minimalismo.

O que é o minimalismo?

É importante conhecer o que é o minimalismo antes de vender todos os móveis e parar de fazer compras. Esse estilo de vida não se trata apenas de viver com o mínimo. Ele pode ajudar quem estiver disposto a se livrar dos excessos a se concentrar no que realmente importa e encontrarem a verdadeira felicidade, realização pessoal e a liberdade.

Primeiro, devemos identificar o que não é necessário. Assim, começamos a tomar decisões mais conscientes e a nos libertar das armadilhas do consumo presente em nossas vidas e que nos fazem sentir presos aos nossos empregos ou círculos sociais.

Quais são as regras?

minimalismo

Não se preocupe, para ser minimalista não existe regra. Cabe a cada um tomar consciência do que é importante para si, do que te faz feliz. Então não se sinta culpado por querer um carro confortável, roupas bacanas ou uma casa confortável. Se essas coisas te fazem feliz, vá em frente.

Ser minimalista é ter as rédeas da própria vida. É comprar sem culpa ou arrependimento, saber que tudo o que temos em casa tem um finalidade, não deixar roupas ou objetos acumulando poeira em um canto, pois sabemos que há tantos precisando. Ou seja, é viver com menos sem preocupações.

A palavra é consciência

Uma pessoa minimalista tem consciência que nada é permanente, está feliz com o presente e preparada para o que futuro pode trazer. Vive de uma forma mais simples, independente dos objetos que tem. Valoriza os pequenos momentos e o que já conquistou, seja um objeto ou não.

No minimalismo, o consumismo é consciente, não apenas porque a mídia nos influencia a consumir. Não é proibido comprar uma roupa da moda, alias, se você se sentir feliz comprando a roupa da moda, então continue sendo feliz. Minimalismo é liberdade. Não se deixem levar pelas regras ditadas pela sociedade, só você sabe o que fica bem em você e o que vai te deixar feliz, sem culpa.

Ser minimalista é viver sem preocupações, culpas e arrependimentos. É ser feliz e realizada com aquilo que você escolheu para si. Seja feliz sendo minimalista.

× Como podemos te ajudar?
Pular para a barra de ferramentas