Escolha uma Página

Quem tem cabelos oleosos sabe como dá trabalho manter ele com uma aparência que não seja gordurosa e pesada. Nos casos mais intensos, ao longo do dia o cabeço já começa a ficar com um visual meio “sujo” por conta da oleosidade e essa história de lavar o cabelo dia sim, dia não, é simplesmente impensável.

Oleosidade é uma coisa normal no cabelo, mas quando ocorre em excesso é resultado de uma produção aumentada pelas glândulas sebáceas, que pode ser causada ou piorada por alterações hormonais e estresse.

Limpeza

cabelos oleosos
Fonte: Unsplash

A limpeza correta e diária do cabelo é muito importante e deve ser feita com um shampoo adequado, seja específico para cabelos oleosos ou um shampoo adstringente, com pH neutro.

Usar água muito quente para lavar o cabelo não é recomendável para qualquer tipo, mas no caso dos fios oleosos isso é ainda mais importante.

Pois a água quente resseca os fios, o que estimula a produção de oleosidade, então, vai piorar ainda mais.

Outra dica de limpeza é aplicar shampoo anti resíduo ou esfoliante capilar uma vez por semana.  Mas cuidado, não vale usar ele todo dia, hein. Sem exageros.

Dica importante: não aplique creme hidratante na raiz e no couro cabeludo, sempre use da metade para baixo, ok?

Dia a dia

No dia a dia, evite ficar passando a mão pelos fios. Quanto mais você fizer isso, mais cedo a oleosidade vem.

Uma coisa importante para o cabelo oleoso é a ventilação, então quando mais solto ele estiver, melhor. Isso não quer dizer que você não pode usar um chapéu, lenço, etc. É só não apostar nesse acessório todo dia e saber que quando for usar, o cabelo vai, naturalmente, ficar com aparência oleosa mais rápido.

Outro fator que contribui para a oleosidade é o uso de secadores e chapinha. Segue a mesma lógica da água quente, de ressecar a incentivar a produção nas glândulas sebáceas. Por isso, quando for usar o secador, mantenha ele a uma distância de uns 15 cm. No caso da chapinha não tem como, apenas evite o aparelho.

Cabelos crespos

cabelos oleosos
Fonte: Unsplash

As madeixas encaracoladas ou crespas são naturalmente mais delicadas do que os cabelos lisos e merecem uma atenção a mais.

Um fator diferente que contribuie para a oleosidade no cabelo crespo é o formato da fibra capilar, que dificulta a distribuição do sebo natural do cabelo, gerando uma concentração na raiz.

Por isso, é importante se concentrar em duas coisas ao cuidar dos cabelos, o controle da oleosidade na raiz e os cuidados para restaurar o cabelo.

Isso pode ser feito com o uso de shampoos de limpeza profunda uma ou duas vezes por mês, além da aplicação de máscaras de cuidado intensivo para hidratar os fios.

Além disso, valem os cuidados gerais: evitar água quente, deixar o cabelo solto, enfim, os que já citamos acima.

Independente do tipo de cabelo, é importante saber que em alguns casos a oleosidade pode ser tratada apenas com esses cuidados diários, mas em outros, por envolver questões hormonais, é importante o acompanhamento de um médico que possa te orientar no tratamento ideal, que algumas vezes, pode envolver fórmulas controladas ou até remédios de ingestão oral. Fique de olho.

× Como podemos te ajudar?
Pular para a barra de ferramentas