Dicas

Alimentação no inverno: dicas para não errar

- Por Isabela Guedes
inverno

Quando a temperatura começa a cair no inverno, nada mais gostoso do que um chocolate quente, certo? Temos também o fondue, os pães, as bolachas, tudo aquilo que parece uma ótima escolha para matar a fome num dia frio. E é tudo muito bom, mas é importante se atentar para os exageros, pois assim como precisamos pensar na mudança das roupas pra essa estação, também é necessário cuidar da alimentação no inverno.

Sabe aquela história de que no inverno a gente sente mais fome? Não é invenção não. Com a alteração da temperatura, nosso corpo precisa gastar mais energia para se manter aquecido. De onde tiramos esse energia? Dos alimentos. Ou seja, se ele precisa de mais, ele nos faz querer consumir mais, daí a fome extra. Ainda por isso, acabamos comendo coisas mais calóricas, pois elas são fontes rápidas de energia.

inverno
Fonte: Unsplash

Vale lembrar que a tendência é que no inverno as atividades físicas diminuam – não deveriam, mas acontece. Então acabamos consumindo mais e queimando menos, o que traz resultados que podem prejudicar a saúde.

Você pode começar a evitar esses estragos aumentando o consumo de bebidas quentes, que ajudam o corpo a manter a temperatura. Os chás de erva são a melhor opção, mas não vale exagerar no açúcar.

Uma chocolate quente de vez em quando vai bem, mas fique de olho para não consumir em excesso, pois é uma bebida muito calórica.

Assim como em qualquer época do ano, é extremamente importante se manter hidratado, então, além do chá, não se esqueça de consumir bastante água.

É comum diminuir a quantidade de água que bebemos no inverno, pois o corpo parece não pedir na mesma quantidade das outras estações, por isso a importância de se vigiar. O ideal é consumir 2 litros por dia.

Além das bebidas, alimentos quentes como sopas são uma ótima escolha para equilibrar a temperatura do corpo. Você pode acrescentar verduras e legumes, além de carne ou frango, são várias opções para ir alterando o cardápio. E se você gosta de uma torrada para acompanhar, opte pelas integrais. Aliás, tudo que você puder trocar pela versão integral, troque. Parece pouco mas faz uma grande diferença.

Como não dá para comer sopa todo dia, a melhor dica para o restante da alimentação é equilíbrio. Verduras e legumes nem sempre são atraentes no inverno, mas tente não excluí-los completamente do cardápio. Procure maneiras diferentes de preparar, como verduras refogadas (use pouco óleo) ou legumes cozidos ou grelhados.

E como ninguém quer ficar doente e de molho em casa, a vitamina C tem que estar no cardápio. Ela aumenta a capacidade proliferativa das células imunológicas, assim, ajuda o organismo a se proteger daquela gripe indesejada. Frutas cítricas são a melhor fonte dessa vitamina. Laranja, limão, maracujá, abacaxi e por aí vai, dá para fazer um cardápio e tanto.

E na hora da sobremesa, como faz? Não pode comer chocolate? fondue?

inverno
Fonte: Unsplash

Calma, pode comer de tudo. Como já falamos, o importante é manter o equilíbrio. No caso dos chocolates, você pode trocar o ao leite pelo amargo. Eles têm menos gorduras e açucares (alguns não tem nenhum dos dois) e a alta concentração de cacau traz benefícios, também.

Claro que não adianta escolher o chocolate amargo e comer 5 barras. Equilíbrio, lembra?

E que tal frutas cozidas? Elas também podem fazer parte da sobremesa.

Hoje em dia o que não faltam são receitas espalhadas pela internet. Você sabia que dá para fazer brigadeiro sem leite condensado? Pois é. As opções só aumentam. Abuse da criatividade na cozinha, fique de olho nos exageros e torne esse cuidado com a alimentação um prazer. Vai valer a pena!

Podemos guardar cookies?

Para garantir a melhor experiência a você nós armazenamos Cookies em seu dispositivo, clicando em "Sim" você concorda com nossos Termos de uso e Políticas de privacidade

Sim
Gostaria de tirar dúvidas pelo Whatsapp?