Escolha uma Página
Camisa jeans: peça coringa no guarda roupa

Camisa jeans: peça coringa no guarda roupa

A camisa jeans é um ótimo investimento para o guarda roupa. Totalmente atemporal, ela está na moda faz um tempo e não deve sair tão cedo. A mesma praticidade que a calça jeans tem, a camisa oferece, pois também combina com praticamente tudo.

Apesar de ser uma peça básica, você pode encontrar a camisa jeans em várias opções de lavagens, aplicações e modelos – desde os mais justos ao corpo, aos mais largos. É o tipo de peça que você vai poder usar o ano todo, independente da estação, o que é uma ótima notícia, pois ela não vai ficar parada no seu guarda roupa.

Opções de camisa

camisa jeans
Fonte: Unsplash

Se você prefere uma camisa que seja um pouco mais discreta, aposte nas lavagens originais do jeans: escuro ou claro, sempre em uma cor só e sem aplicações. 

A camisa jeans vai combinar com tudo, desde o próprio jeans até saias, shorts e calças de qualquer estampa, sempre sendo a peça neutra do look.

Já se você gosta de roupas diferentes, pode optar por uma camisa que seja fora do padrão. Procure aplicações ou um modelo que seja misturado com outro tecido, como couro, ou ainda, uma roupa que traga uma lavagem misturada de tons.

A camisa jeans ainda continua sendo muito fácil de combinar, a diferença é que a peça deixa de ser neutra e pode ser o centro do visual.

Tamanhos

Você pode optar em usar uma camisa jeans justa ou larga. O primeiro modelo é ideal se você gosta de marcar a silhueta, lembrando sempre de ter um cuidado com o tamanho. É importante que seja o correto para que os botões da camisa não fiquem abrindo.

O segundo é bom para quem gosta de sobreposições. Com um modelo mais largo, além de usar ela sozinha, você ainda tem a opção de combinar a camisa com outras peças por baixo e criar um visual mais descontraído.

Possibilidades

camisa jeans
Fonte: Unsplash

Um visual clássico da camisa é o total jeans. Apostar nela com uma calça jeans é super tendência e moderno. Não tenha medo de combinar as lavagens, sejam da mesma cor ou diferentes, vai ficar bom.

Com outras calças você também pode apostar na camisa sem medo. Aqui vale ter um cuidado a mais na hora de combinar se a camisa tiver muitos detalhes. Uma calça estampada com uma camisa de lavagem misturada pode ficar meio pesado, então fique de olho para não errar na combinação.

A mesma dica vale na hora de combinar as saias, shorts e vestidos com a camisa. Para dar um up no visual, você pode amarrar a ponta da camisa se ela for comprida e mais larga.

No caso dos vestidos, vale lembrar que os modelos muito sociais, como vestidos de festa, não ficam bons com a camisa.

Opte por modelos mais casuais e simples nessa combinação, porque se o vestido já tiver muitos detalhes, a camisa é dispensável na produção e pode pesar, ao invés de contribuir com o visual.

É isso. Mais uma opção super prática, bonita e moderna para incorporar ao guarda roupa e aos looks do dia a dia.

Tênis esportivo: dicas para criar produções incríveis

Tênis esportivo: dicas para criar produções incríveis

Um belo dia, duas marcas muito influentes no mundo da moda decidiram que o tênis esportivo era uma ótima combinação para qualquer tipo de roupa. Chanel e Dior integraram o modelo à desfiles e campanhas da primavera/verão de 2014 e é claro, essa tendência pegou.

Hoje o tênis, que antes ficava guardado para a academia, sai do guarda roupa para ir ao trabalho, para um passeio e por que não para a noite? As misturas de roupas e tênis permitem tudo e quem se arrisca por essa combinação, com certeza passa uma imagem moderna e descolada.

Personalidade

tênis esportivos
Fonte: Unsplash

Com essa tendência de incorporar o tênis ao dia a dia, algumas marcas lançaram modelos mais discretos e delicados do que os “tradicionais”, mudando principalmente o solado, tirando os amortecedores, que deixam a imagem do tênis um pouco mais pesada, mas mantendo o recorte e visual esportivo.

Daí fica a questão: vale apostar em qualquer tipo de tênis esportivo para se vestir ou só esses que são mais discretos?

Vale tudo! Com certeza. O importante é escolher um tênis que combine com você. Claro que os modelos mais pesados, coloridos e marcantes, são mais difíceis de combinar, mas nem por isso deixam de ficar bom.

A dica nesse caso e apostar em tons neutros com esses modelos, assim o tênis se destaca e você não erra na produção.

Um toque a mais

A combinação tênis e calça jeans é um clássico e nem precisa de muita descrição. Aqui, o que mudou com essa nova moda é que você pode incorporar uma terceira peça mais estruturada ao look, como um blazer, e ainda ficar bem vestida.

Ou, optar por uma blusa mais social e fazer a combinação. Vale brincar com o formal/informal e criar um visual bem despojado.

Depois do jeans, o shorts é uma peça que já era usada com tênis antes dessa tendência. Juntos eles criam um visual bem tranquilo, bom para atividades casuais. Aqui o que muda é basicamente a mesma coisa da calça, uma peça mais estruturada que pode ser incorporada, quebrando a casualidade do look.

Misturando estilos

tênis esportivos
Fonte: Unsplash

Duas peças que mudaram realmente o uso do tênis no dia a dia foram as saias e os vestidos.

Essas roupas sempre foram acompanhadas de sapatos mais delicados, como sandálias, sapatilhas, botas ou sapatos fechados que não eram esportivos. Mas isso mudou.

Para compor um look saia e tênis, vale tentar combinar as duas peças. Sejam ambas de uma cor ou tenham tons parecidos, isso vai ajudar a montar o visual com mais facilidade. Aqui vale qualquer tipo de saia, desde as curtas ao modelos longos ou midi.

No vestido também não tem muito segredo, vale a combinação dos tons e cores. Um vestido justo com tênis ganha um ar despojado e um vestido mais largo com tênis quebra o visual romântico da roupa. Vale a pena tentar.

É claro que para optar por esse estilo, você tem que estar aberta a um visual nada “certinho”. Tudo vai depender do que você gosta, mas é sempre bom saber que você tem mais essa opção. O que acha?

Regata feminina: peça básica para um visual moderno

Regata feminina: peça básica para um visual moderno

Praticidade pura, a regata feminina é o tipo de peça que você tem no guarda roupa para te salvar. Apesar de ser a roupa ideal para os dias quentes, ela pode fazer parte de produções em qualquer estação do ano. O grande truque da regata é que ela é uma peça neutra e por isso combina com qualquer coisa.

Esse modelo de blusa surgiu como roupa de baixo, era quase que uma segunda pele que os homens usavam com a camisa e outras vestes. Com o tempo, ela passou a ser usada sozinha e virou uma tendência masculina e hoje, é uma peça para ambos os sexos, que nunca sai de moda e cai bem em qualquer corpo.

Tipos de regata

regata feminina
Fonte: Unsplash

Apesar de não ter grandes diferenças entre uma e outra, afinal, para ser regata a regra básica é que não tenha manga, você pode escolher entre três tipos:

  • Regata básica: com corte reto e padrão, esse modelo pode ser justou ou largo;
  • Regata nadador: cavada nas costas e normalmente mais justa ao corpo;
  • Regata cavada: segue o modelo da básica, mas o corte abaixo do braço é maior.

Os três modelos podem ser incorporadas em qualquer estilo, sendo que o último traz uma pegada mais despojada, pois mostra mais o corpo. Outro detalhe diferente nas regatas é o decote.

Vale lembrar que decote em V ou quadrado, valoriza o busto, sendo que o segundo dá uma sustentação melhor para quem tem seios grandes. Já o decote redondo disfarça o busto.

Look formal

O que vai ditar o estilo do visual não é a regata, mas sim os complementos. Em uma produção mais formal, você pode apostar em uma calça alfaiataria, ou, se for investir em um jeans, use uma terceira peça mais estruturada para completar a roupa.

Aqui, a regata básica e a nadadora são as mais indicadas, pois são mais fechadas no corpo e por isso, ajudam a criar um visual mais sério. Opte também por tecidos como cetim e seda, se você preferir, mas nada te impede de incorporar uma regata de algodão, que também dá certo. Para complementar, brinque com acessórios grandes e que se destaquem no visual. Uma blusa regata básica com um colar arrasador por cima faz toda a diferença.

Não tenha medo de misturar peças mais estruturadas com a regata, ela casa bem com elas, basta combinar bem as cores do look.

regata feminina
Fonte: Unsplash

Look despojado

A regata por si só já traz uma casualidade indispensável ao look despojado. Você só precisa apostar em mais peças informais e divertidas para fechar o visual.

Aqui, vale investir em um shorts, uma saia ou acompanhamento que chame a atenção. A regata cavada é uma boa opção e se você está se sentindo realmente ousada, invista na lingerie à mostra.

Só não esqueça de equilibrar as coisas, para não pesar na produção.

Tanto nesse visual quanto no look formal, os acessórios são bem importantes, então não tenha medo de apostar e abusar deles, vai dar um glamour a mais para a roupa.

Saia lápis: dicas para montar um look perfeito

Saia lápis: dicas para montar um look perfeito

A saia lápis surgiu em meados da década de 50 como sinônimo de elegância e feminilidade e mais de meio século depois, continua sendo. Uma ótima peça, principalmente para quem gosta de um visual mais social e formal, ela é cada dia mais incorporada ao cotidiano.

Até alguns anos atrás esse modelo de saia, que é justo e longo, ficando na altura do joelho, mas podendo variar um pouco pra cima ou para baixo, era usada quase que exclusivamente para ambientes profissionais, compondo um visual sério, hoje ela já se tornou mais democrática e a própria abertura que a moda tem atualmente permite que ela seja usada até em produções bem despojadas e informais.

A saia para cada silhueta

saia lápis
Fonte: Unsplash

Existem algumas dicas sobre a saia lápis que vão colaborar para que ela valorize a silhueta e fique ainda melhor no look.

Os modelos que seguem até o joelho, no máximo, são ótimas escolhas para quem quer alongar o corpo e para complementar, um sapato nude ajuda ainda mais. Já para quem quer encurta a silhueta, a escolha certa é a saia com altura midi, ou seja, abaixo do joelho.

Por cobrir mais a perna, ela diminue o tronco.

Outra dica é usar as cores da saia à seu favor. Cores claras e estampas grandes aumentam o quadril, enquanto cores escuras ou estampas pequenas com fundo escuro disfarçam a região.

Combinações

Apesar da praticidade que ela apresenta hoje em dia, a saia lápis continua sendo a peça perfeita para se ter no guarda roupa se você se veste muito formalmente. Com um blazer e uma camisa, ela compõe o visual ideal para um evento social ou mesmo para o trabalho (se é esse tipo de visual que você adota profissionalmente).

Já se você quiser incorporar ela em um look mais ousado, pode apostar em transparências na blusa ou mesmo, fendas na saia. Acessórios como um bom cinto ou peças chamativa vão complementar perfeitamente o visual.

saia lápis
Fonte: Unsplash

Outra opção que esse modelo de saia traz hoje é uma mistura de social e informal, para o dia a dia, principalmente. Você pode montar a produção com um t-shirt ou uma blusa básica, que vai criar esse contraste com o recorte da saia. No pé, vale inclusive apostar em um sapato ou tênis.

Uma dica importante na hora de escolher a blusa para acompanhar a saia: por fora da saia ela disfarça o quadril e alonga a silhueta. Por dentro, ela realça as curvas e achata o tronco. Escolha a melhor opção para você!

Se você ainda não investiu em uma saia lápis, chegou a hora de se aventurar. Encontre um modelo que caia bem no seu corpo e te deixe confortável e monte um look que represente bem seu estilo.

Seja ousada, seja formal ou mesmo totalmente casual,  a saia lápis é uma ótima peça para qualquer tipo de produção e com certeza vai trazer mais versatilidade para o seu guarda roupa. E aí, qual vai ser a combinação de hoje?

Roupas assimétricas: fique por dentro dessa tendência

Roupas assimétricas: fique por dentro dessa tendência

Uma das tendências da primavera são as peças assimétricas. Diferentes dos modelos padrão, as roupas assimétricas brincam com a altura e recorte do tecido, criando um visual moderno que ao mesmo tempo pode ser chique ou casual.

A característica assimétrica da roupa pode estar na altura da peça; mais comprida atrás e mais curta na frente, na barra da roupa, com costuras que não se alinham e formam pontas soltas, no recorte do decote, como as peças com um ombro só e por aí vai.

Além do próprio modelo da roupa, a assimetria também está nos detalhes, como em laços, aplicações, estampas, mangas, enfim, pequenas diferenças na roupa que tornam ela mais do que uma peça básica.

Na hora de montar um look assimétrico, vale levar em conta algumas coisas. Se você quer um visual mais elegante, aposte em tecidos diferentes, mais finos. Isso vai deixar a roupa com um toque a mais. Já se a opção é montar um look descontraído, roupas e tecidos mais básicos caem bem. Como a peça assimétrica chama a atenção e se destaca na roupa, a dica é apostar em uma peça por vez, para não exagerar no visual.

roupas assimétricas
Fonte: Unsplash

Shorts e saias

As peças que mais se destacaram com essa tendência foram as saias e os shorts. Caracterizados pela barra irregular, formando algumas pontas, eles chamam a atenção e criam um visual diferente.

Para combinar não é difícil. Uma blusa básica cai super bem para uma produção informal e para um look mais elegante, uma camisa em seda ou cetim complementa perfeitamente.

No caso da saia, você ainda encontra peças que são assimétricas pela altura, com a frente mais curta do que a parte de trás. Nesses modelos o tecido conta ainda mais para ditar se a roupa é casual ou não, pois saias de malha, por exemplo, são boas para o dia a dia, mas não são as mais recomendadas para um visual formal.

De maneira geral, os shorts e saias assimétricos podem ser usados com saltou ou não e tendem a combinar melhor com sapatos mais delicados, mas aí vai depender muito do seu estilo.

Vestidos

roupas assimétricas
Fonte: Unsplash

Outra opção de peça assimétrica que deve chegar com tudo nessa estação são os vestidos. Seja no comprimento ou no recorte da peça, o toque assimétrico é o que vai chamar a atenção.

Na hora de montar o look, o cuidado com o tecido é o mesmo da saia, tecidos mais básicos pedem uma produção mais básica e tecidos mais estruturados ou mesmo os tecidos esvoaçantes, que devem fazer sucesso na primavera, permitem uma produção mais elegante.

Quando o assunto é cor ou estampa, não precisa ter medo de usar. O fato da roupa ser assimétrica não interfere nisso, quer dizer, não tem problema a peça ter uma super estampa e um recorte diferente, isso não vai pesar. No entanto, para não exagerar, se for optar por uma sobreposição, escolha um corte normal.

Sobreposição

Outras peças que entraram para o grupo dos assimétricos foram os casacos e blazers. Combinar eles com o resto da roupa não tem segredo, é a mesma coisa que combinar peças de modelos normais, só vale lembrar que para não exagerar, eles devem ser a única roupa do look com essa pegada.

× Como podemos te ajudar?
Pular para a barra de ferramentas